15 melhores bandas de Rock de todos os tempos

Uma chicotada de guitarra varreu o mundo no final dos anos 40, comecinho da década de 50. Surgia ali mais do que um ritmo, surgia uma cultura, um movimento, um conjunto de formas de se expressar, pensar, agir e ser, o Rock and Roll!

E em uma época tão popular de listas, temos aqui as 15 bandas que podem ser consideradas, 15 das melhores bandas de Rock, de todos os tempos.

De quebra, você ainda tem boas dicas de points da cena para frequentar em BH, afinal, na capital nacional dos bares, democraticamente, você sempre se encontra!

Antes de começar, é importante deixar claro, nenhuma banda que ficou de fora deve ser considerada menor, menos relevante, ou com menos qualidade. A ideia aqui é reunir, entre todas as bandas de Rock and Roll, 15 das melhores, exercite a sua listinha também! Muita coisa boa deve aparecer!

Cada uma tem seu som, sua maneira de abordar, pensar e viver o mundo, e o seu universo de criação. Listas com seleção de bandas são sempre conflituosas. No Rock, isso é sempre um pouco mais delicado.

Essa sensibilidade está diretamente ligada a influência e a conexão da cultura do Rock com seu meio. Você pode perguntar para qualquer pessoa ao redor do mundo, ainda que nem seja um apreciador: O que é Rock and Roll para você? Provavelmente, a maioria das respostas será mencionando rebeldia, atitude, excessos, drogas, intensidade e até degeneração.

Algumas pessoas podem concordar, outros podem entender o Rock como um movimento de contracultura, um marco de oposição a quase tudo, uma expressão quase que transcendental do instinto mais puramente jovem e insano que um ser humano pode ter.

homem tocando guitarra

Independentemente da sua escolha, uma coisa é certa: O Rock não pode ser ignorado. Você pode gostar, ou não, mas passar indiferente, é quase certo que não vai. E talvez por isso o Rock seja tão intenso, pela capacidade de gerar reações, por instigar, e usando até parte da origem do termo “rock” em inglês, por agitar, por mexer com qualquer ambiente.

Então vamos a famigerada lista!

Antes, alguns pontos importantes:

  • Não há uma ordem, é uma seleção, não um ranking, portanto, não há posição definida, ou relação de melhor ou pior entre os grupos.
  • Não há uma fórmula mágica para estabelecer os melhores, os conceitos são subjetivos, as vezes você pode fazer três ou quatro listas, e notará diferença entre elas.
  • Devemos celebrar a oportunidade de homenagear o que esses verdadeiros ícones fizeram, tente você também elaborar um selecionado de respeito, compartilhe a ideia com os amigos, tem conversa para mais de horas rapaz!

ROLLING STONES

Abrindo os trabalhos, sem dúvidas, um dos maiores, mais bem sucedidos e mais longevos grupos musicais da história!

Os Stones começaram sua trajetória em 1962, são absurdos 58 anos em atividade, sempre marcando presença nas mais variadas paradas e festivais, com milhares de regravações já produzidas de seus grandes sucessos.

São mais de 250 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo!

Mais do que uma banda, Mick e seus parceiros se tornaram ícone da cultura do Rock e do Pop, quem nunca viu lábios vermelhos em uma boca carnuda e uma língua para fora, estampado em uma camisa por aí?

BEATLES

Se os meninos de Londres são longevos, os de Liverpool, com menos tempo de atividade, foram profundamente impactantes, muitos especialistas do ramo, são categóricos ao afirmar que os Beatles, são a maior banda de Rock de todos os tempos!

Fato é que, talvez nunca um grupo musical tenha sido tão influente, criado moda, mudado culturas, transformado gerações, como a banda inglesa.

Estamos falando de 7 Grammys, 36 discos entre platina e multi-platina, além de seis álbuns de ouro, esses últimos, somente nos EUA.

Atividade: 1960 – 1970 / 1994 – 19996

Ex-integrantes: John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr

QUEEN

Na esteira desse panteão, em 1970 surgiu uma banda versátil, que passou por todas as vertentes do Rock e marcou com seu vocalista, e uma formação ousada, o auge de um movimento rebelde, inovador e cheio de personalidade! A banda estrela da terra da rainha fez história!

A ideia do Queen era disruptiva, atrevida, com a liberdade de ser quem se é, verdadeiramente.

Seu vocalista e símbolo original, Freddie Mercury, faleceu em novembro de 1991.

O Queen arrastou estádios, se expressou de forma única e quebrou muitos paradigmas sociais.

Integrantes: Brian May, Freddie Mercury, John Deacon e Roger Taylor

Período em atividade: A formação original performou de 1970 a esporadicamente 1997.

Atualmente a banda faz parceria nos vocais com Adam Lambert, e tem shows agendados em todo o mundo.

LED ZEPPELIN

Quase no final da década de 60, um dos mais revolucionários grupos musicais da história fonográfica surgia, o Led Zeppelin!

4 rebeldes da capital inglesa fizeram o mundo conhecer o som pesado e as melodias viscerais que agitaram o cenário da época, ajudando e protagonizando em certa medida, a fundação do heavy metal.

Podemos perceber influências do folk, do blues e do psicodélico nas composições.

Integrantes: Jimmy Page, John Paul Jones, Robert Plant, John Bonham

Período em atividade: 1968 –1980(Reuniões esporádicas ocorreram)

PINK FLOYD

O Rock progressivo nunca foi o mesmo depois do Pink Floyd. Letras profundas, filosofia, intepretações psicodélicas, composições longamente tocadas, apresentações inovadoras… Estes são alguns dos ingredientes que formam no caldeirão da banda, um clássico do Rock mundial.

A influência do Pink Floyd transcende o campo da música, se estende por camadas culturais e sociais de maneira ressonante até os dias de hoje.

Ex-Integrantes: Nick Mason, Roger Waters, Bob Klose, Richard Wright, Syd Barrette e David Gilmour

Período de atividade: 1965–1995 · 2005 · 2012–2014

BLACK SABBATH

 

Definidos pela MTV como “maior banda de heavy metal de todos os tempos” os 4 meninos originais da banda, venderam mais de 70 milhões de cópias em todo o mundo, e redefiniram muito do que o gênero era, e se do que que se tornou, depois de seu sucesso.

Ozzy Osbourne, expoente do grupo, foi demitido em 1979, 11 anos após as primeiras gravações em estúdio.

Suas guitarras com afinação baixa e suas letras com um tom de terror, tratando desde corrupção política, a abuso de drogas até profecias do fim dos tempos, deram uma assinatura muito original em sua obra, levando a cena para um outra nível, e abrindo novos caminhos.

Período em atividade: 1968—2006, 2011—2017

METALLICA

O Metallica está avizinhando completar 40 anos de carreira, e que carreira grandiosa os americanos das batidas pesadas fizeram.

Ao lado de alguns grandes do segmento, a banda americana sempre teve uma musicalidade pesada, agressiva, com personalidade e letras carregadas, a essas características, o grupo ajudou a inaugurar o thrash metal, um subgênero do heavy metal, que é identificável por rapidez e muita agressividade nas composições.

Em geral, estamos falando de batidas aceleradas e riffs de guitarra tocando o ritmo, mesclando com solo na melhor vibe shred.

Integrantes: James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett e Robert Trujillo

Período de atividade: 1981—presente

THE WHO

Nascida em 1964, o puro calor da rebeldia jovial e do caos sentimental tocou e toca até hoje, 56 anos depois, os clássicos agressivos e os pops curtinhos do que certamente é uma das maiores formações de um grupo musical em toda a história da música.

Uma longevidade dessa natureza, apesar de pausas durante a trajetória, que se diga, merece ter um local de destaque, no pódio histórico do Rock.

Integrantes: Roger Daltrey, Pete Townshend

Período em atividade: 1964 – 1985 / 1989 / 1996 – 1997 / 1999 – atualmente

GUNS N’ ROSES

Sexo, drogas e Rock and Roll. Se tem uma banda que levou o clichê ao extremo, essa banda é o GnR. Desde 1985 até hoje, o Guns permanece como uma memória e uma realidade, que mesmo que um pouco distante do auge entre 80 e 90, ainda arrebatam uma galera.

Liderada pelo controverso Axl Rose e seu parceiro e ex-inimigo mortal Slash, os gunners emplacaram solos acachapantes, e baladas memoráveis, com sua capacidade de narrar delinquência e falar de sentimentos muito intimistas e sinceros, em uma velocidade alucinante.

E só para constar, são absurdos, 100 milhões de discos vendidos em todo o mundo.

Integrantes: Axl Rose, Slash, Duff McKagan, Richard Fortus

Frank Ferrer, Dizzy Reed e Melissa Reese

Período de atividade: 1985–presente

rock and roll

 

 

IRON MAIDEN

Em 1975, nascia uma batida diferente. O Iron Maiden já se mostrava um grupamento de potencial, aglutinava bons números na plateia, mas foi em 82, com o lançamento do famigerado “The Number of the Beast” que os britânicos sacudiram o cenário internacional.

100 milhões de álbuns vendidos, e uma referência de heavy metal, sem pudor, escancarando o mais profundo ou mais diabólico que o ser humano pode ter, em reflexões alucinantes em cada tempo.

Integrantes: Steve Harris, Dave Murray, Adrian Smith, Bruce Dickinson, Nicko McBrain e Janick Gers.

Período de atividade: 1975–presente

AC/DC

Uma banda australiana formada por desajeitados e revoltados irmãos escoceses tocando Rock pesado e brigando com o limite, com o perigo. Pode parecer uma chance grande de ruína, mas na verdade é um dos maiores sucessos da história, que desde 1973 arrasta milhares de apaixonados ao redor do mundo.

Em geral se vê o AC/DC como hard rock, mas a própria banda prefere só o bom e velho “rock and roll”.

Quer sucesso? 200 milhões de cópias respondem por si só.

As letras envolventes desafiavam o status quo, visitavam o inferno e tripudiavam de seus próprios vícios. Rock clássico na veia.

Integrantes: Angus Young, Chris Slade, Stevie Young, Brian Johnson e Cliff Williams

Período de atividade: 1973–presente

NIRVANA

Kurt Cobain e Krist Novoselic fundariam em 1987, o que se tornaria uma das principais bandas da cena dos anos 90, e com toda a certeza a voz de uma geração.

Smells Like Teen Spirit resiste ao tempo em seus quase 30 anos rasgando noites e conformismos. É uma espécie de hino que tornou popular o Rock Alternativo, e um subgênero, muito presente nas composições reflexivas e caóticas do time, o grunge!

Meteóricos, avassaladores, consternados, Nirvana.

Ex-Integrantes:  Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl

Período de atividade: 1987–1994

DEEP PURPLE

“A banda com o som mais alto ao vivo do mundo”, é assim que o Livro dos Recordes conhece o Deep Purple. Mas você também pode conhecer como uma mistura pesada de metal e hard rock moderno, com pitadas de barroco, blues e progressivo.

Outra centenária, os garotos que formaram a esquadra em Hertford, atingiram 100 milhoçoes de álbuns em todo o globo.

Achou pouco? Em 2016 a banda passou a integrar o Hall da Fama do Rock and Roll.

 

Integrantes:  Ian Paice, Ian Gillan, Roger Glover, Steve Morse e Don Airey

Período de atividade: 1968–1976 / 1984–presente

U2

Letras carregadas de imagens belas, arranjos com camadas embaladas, alegorias espirituais, e a sempre presente preocupação sócio-política e ambiental.

Desde 1976 Bono e sua turma aprontam das suas nos palcos pelo mundo.

No início, uma pegada pós-punk, progressivamente incorporando outros ritmos, os irlandeses escreveram seu nome na calçada das lendas, com 175 milhões de discos vendidos e dezenas de campanhas filantrópicas, de alcance global.

Integrantes:  Bono, Adam Clayton, The Edge e Larry Mullen Jr.

Período de atividade: 1976–presente

THE JIMMY HENDRIX EXPERIENCE

O Rock psicodélico jamais foi o mesmo desde que a lenda Jimi Hendrix decidiu se juntar com Noel Redding e Mitch Mitchell em setembro de 66.

Foram apenas três álbuns, mas três cometas, sucessos que influenciaram a cultura do Rock and Roll tão profundamente, que até hoje estão escondidos nas camadas das melodias.

Não à toa, todos os três discos produzidos, figuram entre os 100 primeiros dos 500 melhores álbuns da história, eleitos pela revista Rolling Stone.

Período de atividade: 1966-1969

Bem, agora que você já chegou até aqui, viu muita história, e gente que mudou a vida de uma galera, que tal conhecer alguns dos bares de rock que Belo Horizonte tem a oferecer?

rock guitarra

 

São três propostas diferentes, você escolhe a que tem a sua cara.

  • Muito indie, alternativo, eclético e autoral: A Obra Bar Dançante.
  • Espaço descolado, ambiente com história, fora do circuito do centro de BH – Underground Black Pub
  • Comida boa, local amplo, ambiente confortável, sinuca e diversão – Jack Rock Bar

Agora é com você, quando puder, vá conhecer bares de Rock em BH, escute um som bom desses, ou qualquer outro que quase entrou na seleção, e viva o ROCK AND ROLL!

Tell Us What You Think
0Like0Love0Haha0Wow0Sad0Angry

0 Comment

Leave a comment

shares